APA Marinha da Baía da Ilha Grande


A Área de Proteção Ambiental (APA) Marinha de Ilha Grande, que incluirá a parte marítima da costa dos municípios do sul fluminense, deveria ter sido criada até a primeira quinzena de abril deste ano, 2012, de acordo com informações do secretário estadual do Ambiente do Rio de Janeiro, Carlos Minc.

Segundo ele, o texto final do projeto de criação da APA deveria ter sido redigido no dia 29 de março deste ano. Depois disso, o governador do Rio, Sérgio Cabral, teria dez dias para publicar o decreto de criação. No entanto, o governo do estado adiou para o segundo semestre de 2012 a criação da Área de Preservação Ambiental (APA) da Baía da Ilha Grande, emAngra dos Reis, na Costa Verde. A decisão foi tomada após a reação de prefeitos das cidades cercadas pela baía (Mangaratiba, Angra dos Reis e Parati), que se dizem desconfiados. O local, além de grande beleza natural, é também uma região de intensa atividade econômica - do turismo à construção naval e à indústria do petróleo.

O governo do estado decidiu tornar o mar da baía uma APA marítima com objetivo de prolongar a vida sustentável na região enão esgotar este manancial de vida com explorações efêmeras. São 190 mil hectares, incluindo os três municípios. Os prefeitos da região defendem que a criação de uma nova APA poderá prejudicar as atividades econômicas da região: expansão de construção civil, exploração petroleira na expansão do terminal TEBIG. E, pediram o adiamento da implantação da nova área de conservação.

A APA deverá regular as atividades marítimas nos municípios de Mangaratiba, Paraty e Angra dos Reis, o que inclui Ilha Grande. Segundo Minc, a parte terrestre dos municípios já engloba grandes parques naturais (como Bocaina e Cunhambebe) e a parte terrestre das ilhas da Baía de Ilha Grande já integram a APA Tamoios. Por isso, só faltava uma APA para a parte marinha.

Uma das preocupações para os próximos anos é o possível aumento das atividades petrolíferas na região, por causa das grandes reservas de petróleo da camada pré-sal, existentes na Bacia de Santos.

“A ideia é impedir que o petróleo sem controle ou a atividade naval sem controle destruam o turismo e a pesca. Tem que haver um ordenamento das atividades. Pode haver atividade naval? Claro. Não pode é botar os navios em espera em cima de uma reserva de tartarugas. Pode ter o terminal da Baía de Ilha Grande, da Petrobras? Pode. Eles pediram para dobrar o terminal, mas nós negamos essa autorização, porque está a 2,2 mil metros de Ilha Grande. Pode ter petróleo lá? Pode. Não pode é ter uma plataforma pingando óleo a 200 metros da Lagoa Azul, onde tem um turista mergulhando”, exemplificou Minc.

O secretário participa hoje (29) da instalação do Comitê da Bacia Hidrográfica de Ilha Grande, a última das nove bacias fluminenses a ter um comitê. O grupo, que será formado por 90 integrantes dos três níveis de governo, de usuários dos recursos hídricos e da sociedade civil, será responsável por regular o uso dos rios e lagoas da região, além de promover a conservação e a recuperação desses corpos d’água.


http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2012/01/criacao-de-apa-em-ilha-grande-no-rj-e-adiada-para-o-2-semestre.html

Leia: http://ilhagrande-codig.blogspot.com/p/apa-da-baia-de-ilha-grande.html

Acessos em: 29/02/2012



Comentários

  1. Minha preocupação maior são com moradores ,pescadores e turistas que dependem do mar na região onde estão os Portos com seus navios ,jogando seus excrementos de lavagem e troca de óleos jogados no nosso mar. A Ilha de Jaguanum em frente a CSA, tem sido prejudicada com um certo alaranjado nas areias perto das nossas casas. Seriam metais pesados, acidos , resíduos que podem estar contaminando nossos peixes e mariscos, temos medo de se alimentar com peixes da região. Qual solução ?

    ResponderExcluir
  2. Talvez o tempo tenha indicado respostas aos seus questionamento. De 2013 aos dias atuais o que mudou? Como tais questões vê sendo manejadas pelos diversos atores implicados?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Fundamentos da Psicologia Analítica: Primeira Conferência

Dificuldades encontradas pelo professor em sua prática docente